O descalabro de Gaia

Para além de vãs promessas e intenções, uma das formas mais directas de uma autarquia ajudar a sua economia local é pagar a tempo e horas, não provocando o estrangulamento das empresas do concelho.

Ora, segundo a Direcção-Geral das Autarquias Locais, Gaia paga a 234 dias e o prazo de pagamento duplicou num ano. Face à actual realidade do Porto, que pode e deve ser mantida, Menezes demora mais de 200 dias a pagar aquilo que deve e está também muito acima da média nacional. 


Não queremos este desvario na Câmara Municipal do Porto.