Velha mensagem de Ano Novo

Cavaco nunca vai divergir de si mesmo. É um exemplo vivo do cinismo em política, um activista do «ajustamento», um coadjuvante deste Governo e um refém de uma leitura da história que ajudou a fazer contra o PS e, num determinado momento, contra Portugal. Nada de novo.