Um em cada cinco trabalhadores ganha o salário mínimo

Desde 2011, a percentagem de trabalhadores a ganhar o SMN subiu 73,6%. Ganhou-se competitividade à custa de salários baixos.